Siga-nos por Email:

sábado, 26 de maio de 2012

TERAPIA


“O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem. (Guimarães Rosa)


De que são feitos os meus momentos de felicidade, uma vez que é impossível ela ser plena e inacabável? Como vou construindo e elevando a minha auto-estima? Não há coisa melhor do que um esforço recompensado de fora para dentro. Eu acho que a gente tem uma característica atávica de procurar caminhos mais fáceis pra tudo. É muito legítimo e evolutivo do ponto de vista humano mas há umas coisas que são mais  edificantes quando impomos a nós mesmos um sacrifício em termos da satisfação comemorada ao final. De que adianta eu arranjar quem faça tudo por mim ou pagar por tudo ou conseguir tudo na base da esperteza se depois eu vou me sentir o pior do mundo? Não valorizando as minhas capacidades, com todo dinheiro de que eu dispuser para comprar facilidades vou me sentir um inútil. Vou acabar achando que todos serão sempre melhores do que eu. Então se faço um sacrifício para ver meu esforço dando um resultado (mesmo que ele seja só para mim), já estou pago e muito bem pago.

Hoje em dia, temos personal disso, personal daquilo (nada contra esses profissionais nem contra quem faz uso de seus serviços) mas comigo seria uma sensação de inutilidade. Ouvi numa reportagem que já existe um personal conquista. As pessoas estão indo para as baladas, para o happy hour ou seja lá onde haja uma possibilidade de conquistar um par e ficam o tempo inteiro olhando para as redes sociais nos celulares ou falando neles e sequer tem tempo de ver à sua volta para relacionarem-se com os presentes, daí surgiu o vácuo preenchido por quem promete dar conta de lhe arranjar algum par, sem que se tenha que fazer muito esforço pessoal, alem de se portar educadamente e ficar esbanjando uma cara de disponível nos lugares onde vai. Achei um horror, com todo o respeito com quem ganha dinheiro se prestando a esse papel e com quem se dispõe a pagar.

Pois, bem, essa lengalenga toda é pra falar de minha auto recompensa mais recente. Uma coisica de nada, como diz o meu amigo Joaquim. Sendo a cozinha e a literatura minhas terapias diárias, aproveitei uma reunião de família para testar um aprendizado. Fiz o teste na minha casa antes e depois fui apresentar para os meus comensais. Aprendi a desossar um frango inteiro, rechear com algum complemento gostoso e depois assá-lo. Minha nossa, que pequeno sacrifício que valeu a pena para mim! Mesmo se as pessoas não tivessem achado gostoso eu já estaria realizado, foi o resultado de meu investimento em paciência, determinação e, especialmente prazer em fazer algo que gosto. É recompensa  impagável com qualquer outro valor que não seja satisfação interior. Faz bem para a minha alma, me demove da sensação inutilidade, me transforma em potentado de pequenas potencialidades, me joga para o alto em minha circunstância daqueles momentos de felicidade mais íntimos, incompreensíveis e indestrutíveis.

4 comentários:

  1. Cacá, que bom ler esse texto, que bom saber que algo tão simples pode nos levar a uma sensação de plenitude.
    As pessoas perderam, de um modo geral, a percepção da realidade, as facilidades que o dinheiro traz estão fazendo das pessoas seres acomodados, sem noção do ridículo, abestalhados pro trás de suas maquininhas que os tiram do foco dos problemas e os levam para um mundo irreal. Horrível esse "personal conquista", não sabia que existia uma coisa assim. E não sou tão boazinha quanto você e acho triste demais, tanto quem se presta a um papel desses para "trabalhar" quanto para quem paga. Completamente fora de propósito, para mim.
    Adoraria ter comido esse frango, deve etr ficado "dos deuses".
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. A sensação que tenho ao ver que existem olhos de ver, coração de sentir, gente de SER, é indescritível.
    Coisiquinhas de nada que fazem toda a diferença, pessoas que aproveitam os aprendizados e crescem através da observação de coisas simples e seus efeitos imensos em suas vidas, me emocionam.

    Imagino que o sabor do frango estivesse completamente contaminado pelos teus sentimentos , Cacá, um tempero incomparável!
    Um grande abraço, adorei te ler aqui tb!

    ResponderExcluir
  3. Aaah aprender um novo truque não tem preço!!! Conquistar um novo conhecimento, seja na área profissional, seja na cozinha é sempre ótimo!!!
    Entendo perfeitamente o prazer especifico que é dominar uma nova receita!

    E no mais concordo amplamente que "... se faço um sacrifício para ver meu esforço dando um resultado (mesmo que ele seja só para mim), já estou pago e muito bem pago."

    ResponderExcluir
  4. Fazer o que se gosta, ser o que se deseja ser, encontrar-se e, assim, encontrar os outros.
    Bjs,

    ResponderExcluir

Para receber as postagens por e-mail:

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner