Siga-nos por Email:

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

O que se pode encontrar entre os livros...


Embora o titulo do post não seja uma pergunta, admito que, colocado dessa forma, ele sugere que haverá uma resposta... Realmente, os leitores viciados e mesmo os de ocasião, vão ser unânimes em dizer que a lista de coisas que se pode achar entre livros é imensa, impossivel falar dela em apenas um post.


Se pode achar uma aventuras incríveis, como as da  Série Vaga-Lume, eu detestava na minha adolescencia, mas aprendi a respeitar depois de ter que enfrentar a tarefa de incentivar adolescentes a ler.

Se pode achar amores incríveis, de fazer o coração voar, a alma vibrar... Os sonhos ficarem inesquecíveis. Qual moça nunca suspirou e morreu de amor por algum personagem de Jane Austen, Darcy muito especialmente!?!


Se pode achar pavores nocturnos e antipatias cruéis. Quem, no mundo dos que curtem a leitura, nunca morreu de pavor de algum personagem e antipatizou severamente com algum autor ou autora?!?! Lembro que li Morro dos Ventos Uivantes depois de ter lido Orgulho e Preconceito e durante um bom tempo tinha pesadelos onde Darcy se transformava em Heathcliff, eu tinha pavor a esse personagem e peguei aversão a Emilly Bronte.

Obviamente que em meus pesadelos adolescentes Heathcliff não tinha a carinha fofa angustiada do Ralph Fiennes néh!?!? Se tivesse a história era outra...


Se pode achar uma maravilhosa maquina para viajar por outros mundos, dimensões e tempos, convivendo com heróis e deuses, vivendo aventuras onde os limites do possível são testados para nos ensinar através de sonhos mitologicos a enfrentar a vida real, nem um pouco mitologica.

E ai eu não consigo deixar de lembrar do antiguissimo Homero e suas histórias onde deuses e homens batalhavam pela vida em uma Troia mitologica ou em viagens incriveis como a de Ulisses ou Odisseu.


Em meu baú de memórias e passagens marcantes sempre tem uma passagem da Odisseia, quando Homero conta da viagem que Telémaco fez em busca de seu pai. Se eu não me engano, é o Canto IV da Odisséia e diz assim:

"De todas estas Dádivas
Só quero a Taça de Ouro trabalhada a Fogo.

Facilmente, em teu reino de chão fértil,
Nascem Trigais de espigas ondulantes;
Minha terra porem não possui Campos
É Sagrada, selvagem, pedregosa
Tudo, ali, são Pastagens e rebanhos
de jumentos, de ovelhas e Cabras

Não quero chegar lá de mãos vazias."

Me identifico com Telemaco de muitas formas e roubo para mim as suas palavras... Sinto que a Odisséia é mais que um texto clássico e, a parte isso, um dia desses crusei com a versão que  a super-ultra-pawer fofa da Ruth Rocha fez desse livro e claro fui conferi, mesmo não sendo fã de adaptações. 

Realmente tenho que concordar:


Então, quando vi lá no blog da Luna me convidou para o BookCrossing Blogueiro não tive dúvidas em qual séria minha escolha.

Clique na imagem e confira a Ideia em detalhes.
Quem vai voar da minha estante para alguém é o livrito Odisséia, adaptado pela Ruth Rocha super ultra poderosa!


E sim, já que a idéia é colocar os livros para viajar e desapegar, para entrar mais ainda no clima, eu resolvi começa meu BookCrossing Blogueiro hoje mesmo e sortiei desurpresa entre os 10 comentaristas mais frequentes do Em quantos um de meus livritos queridos do coração... Mas isso, é coisa para conferir lá na minha caixita táh que esse post já ficou demasiado grande ;)

15 comentários:

  1. Eu adorava a coleção Vaga Lume! (E tô repassando a mania pros meus alunos!)

    É mesmo, quem nunca suspirou por Darcy? Te confesso que, mesmo sem pesadelos, não consegui gostar de "O morro dos ventos uivantes", muita conversa fiada... Sei lá, me arrastei pra ler até o fim aquele livro.

    Homero! Li só a "Ilíada", tenho que ler a "Odisséia", meu pai vive me cobrando!

    Adorei teu post!

    ResponderExcluir
  2. Oi Pandora!
    Lindo seu post!
    Ler é mesmo uma viagem, onde deixamos nossa imaginação voar ao encontro de nossos mais belos sonhos.
    Beijinhos e uma linda semana!

    Gostei de ver você lá no meu blog!Obrigada e volte sempre!

    ResponderExcluir
  3. Oi Pandora
    Adoro viagens e os livros nos proporcionam até mesmo um retorno no tempos, são máquinas do tempo, e melhor ainda, podemos escolher se queremos romance, suspense, enfim é uma dádiva podermos ler.
    Também estou no caminho do desapego desde a primeira edição.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá, Pandora
    Viciada que sou em leitura... só podia gostar imenso desta postagem :)
    Comecei a ler livros quase ao mesmo tempo que aprendi as primeiras letras :)
    É verdade, é um vício que me vem de há largos anos...
    Por isso pode imaginar o que eu acho que se pode encontrar nos livros!
    Seriam necessárias páginas e páginas para enumerar tudo o que, até hoje, tenho recebido dos livros!!!
    E assim vou continuar, porque este vício não se consegue curar...

    Uma boa semana. Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Engraçado, vc falou de Heathcliff e Ralph Fiennes, e há algumas semanas li um texto que dizia que o livro é um dos meios mais interativos, pois permite "imaginar" e criar. Ou seja, não existe nada de passivo na leitura, ao contrário de um filme, em que tudo está "dado" ali, não temos como mudar nada. E que seria por isso que geralmente nos decepcionamos com o filme. Por exemplo, tinhamos criado toda uma história paralela à do livro, mas aí, no filme a gente se depara com um Heathcliff bem diferente do que a gente imaginava!!!

    ResponderExcluir
  6. Ah, eu era fã da coleção vaga-lume!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá Pandora,

    Eita saudade! A Coleção Vaga-Lume é um patrimônio nacional, rsrs, quantas tardes não passei em companhia de um de seus livros, assim como com os de Ruth Rocha. Bons tempos, e ótiuma escolha a sua.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Ler é um dos maiores prazeres da vida. Não entendo uma pessoa não gostar de ler. Conheço algumas que não gostam nada, nem livro, nem jornal, nem gibi, nem panfleto..., enfim, acaba vivendo meio fora da realidade, não?
    Ler para mim é quase um vício. Tenho a Odisséia e nunca li...Vou ver se tomo vergonha e o faço agora.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Eu preciso admitir que tenho dificuldade de me desfazer dos meu livros, mas eu acabo emprestando pra todo mundo, assim eu não estou com todos na minha estantes.
    Adorei a sua iniciativa Pandora!

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Ah... Eu já li a Odisséia e foi paixão a primeira leitura... Nossa, acho que preciso reler, rs...

    Gostoso isso de esquecer, mais gostoso ainda é acompanhar os post's dos participantes... é como passear numa biblioteca.

    HOje vc trouxe milhares de saudades pra mim, rs..

    Adorei a postagem.

    beijos e parabéns

    ResponderExcluir
  11. Oi querida amei pARTIcipar desse desapego, tanto que me desapeguei de 7 livROs mais ou menos, minha mãe quando me viu saindo de casa com eles na mão, perguntou-me se iria doar para biblioteca. Eu disse:-
    -Não mãe vou esquecer por ai, mesmo!
    Espero quem tenha pegado, leia o livro e passe a frente.(ou guarde para reler mais tarde)

    Beijos
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Podem me bater, mas tenho que fazer um esforço sem fim para passar adiante um livro!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Olá, querida
    Não quero chegar de mãos vazias e a leitura só nos enobrece... Lindo post!!!
    Demorei a chegar por ter estado fora da net por vários dias e sem velox... por motivo de mudança...
    Bjm de paz e e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  14. Não acredito que tomou aversão por Emilly Bronte. Adoro! Pode parecer depressivo, mas quem sabe daqui uns anos, releia e goste! A primeira vez que li também não gostei. Agora gosto de todas as irmãs Bronte.

    Pandora, obrigada pela participação! Fico muito agradecida por você ajudar a espalhar a ideia do BookCrossing Blogueiro e tudo o que vem agregado ao ato de "libertar" um livro e avisando que já agendei a 4ª Edição para a segunda quinzena de abril de 2012. A explicação para um intervalo grande é justamente para os "apegados" se acostumarem com a ideia. Vamos seguindo doando um pouco do que temos e motivando mais pessoas, praticando o desapego, espalhando cultura e quem sabe, despertando novos leitores?
    Beijus,

    ResponderExcluir
  15. Minha doce Pandora

    Como sempre sou tua fã e acho até que é minha fiel inspiradora né?

    Acredito que se encontrasse o livro Odisséia que conseguiste libertar de sua estante até daria umas pinceladas em suas páginas para recordar esses heróis.

    Atualmente, depois de muitas viagens, posso dizer que sou bem eclética e tento ler de tudo.

    Também tive a minha história para conseguir libertar alguns livros da estante. Deixei meu relato na M@myrene. Aviso porque sei que seu chamego é A Vitrine de Sonhos.

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir

Para receber as postagens por e-mail:

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner