Siga-nos por Email:

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Crepúsculo é uma história boba, mas eu gosto!


Pois é, a história contada por Sthefany Meyer é sim uma história boba, eu sei... 

Uma história de fim previsível, açucarada e os filmes, apesar de serem sucesso de bilheteria, não são bem o que de melhor já foi produzido para as telonas desde sua criação.

Mas, mesmo a Série Crepúsculo não sendo a oitava maravilha do mundo pós-moderno ainda é uma história que eu adoro!

Os meus motivos? Bem, eu não sei ao certo! Mas estou com vontade de falar sobre algo "nada haver" só para tirar o stress da mente, desfocar dos meus abacaxis, e decidi pensar e falar sobre meu afeto por história boba e açucarada tão querida por tantas pessoas diferentes.

Então vamos lá, eu não sei bem porque gosto da história, talvez eu goste porque sou uma pessoa óbvia que gosta de coisas óbvias, talvez pela Bella ser bem o tipo de adolescente que eu fui: desastrada, tropeçativa, péssima em educação física, pouco vaidosa, responsável, esforçada nos estudos e com um amor incondicional a Jane Austen \o/!

Adorava ler Orgulho e Preconceito na minha adolescência. Darcy foi meu herói sonhado por tantos anos e talvez ainda seja que perguntar coisas do tipo: "Por que eu não encontro um Darcy para mim?" ou "Será que nesse mundo cruel os heróis só existem nos livros?" é meio rotineiro.


Bem, talvez entre os motivos que me fazem amar a história também esteja o fato do Edward ser um dos personagem mais cristãos já visto nos livros contemporâneos  Na verdade eu talvez nunca tenha visto um personagem mais "evangélico perfeitinho" em toda minha vida! Fala sério!  O cara nunca avança o sinal, nunca sai da linha, passou mais de 100 anos virgem!

Eu sempre me pergunto porquê os pastores são tão cruéis quando falam sobre Crepúsculo nas igrejas, se 50% dos adolescentes da minha igreja se comportassem como Edward eu seria uma tia tão mais feliz... Pensem nas possibilidades: eu não teria que dar tantas broncas... eu não teria que ser chata... exigente ou derivativos... Seria uma tia infinitamente mais feliz e menos preocupada com a possibilidade daquelas crianças que mal deixaram a mamadeira engravidarem no próximo sábado... Eu poderia ser descontraída o tempo todo, poderia não ser responsável... Só de imaginar eu fico pensando: "Ai que vida legal eu teria!".

Antes de criticar a história só porque ela tem alguns vampiros brilhantes e lobisomens sem pelos os pastores poderiam ler o livro e perceber que Edward e Bella (Bella nem sempre) são bons exemplos e quem nos dera todas as adolescentes gostassem dos Edwards da vida todos os meninos quisessem ser como ele... 

Enfim, Crepúsculo é uma série de livros que eu poderia não gosta, mas gosto e reafirmo meu gostar sempre que posso e tenho vontade! Especialmente quando quero aproveitar o lado leve da vida!
____________________________

Essa postagem foi originalmente postada no blog Uma Pandora e sua Caixa em  Abril de 2010, estou repostando para celebrar o 3º podcast das Meninas dos Livros, no qual falei sobre Crepúsculo novamente. Quem quiser conferir cá está o nosso blá...blá...blá... 

8 comentários:

  1. A história é boa? E daí? se eu lesse só Feud ficaria doida! É muito bom ler romances assim só para o entreternimento, oras! rs

    ResponderExcluir
  2. Uai, nos EUA esse livro é considerado até conservador, pelos valores que passa á juventude. O pastor não sabe disso. Eu vi o primeiro filme com um priminho de 14 anos, achei bobo mas legal. Depois que fui saber que tinha virado um mega-sucesso. Eu comentei com minha filha que esses best-sellers ganham no tamanho do leque de leitores: desde aqueles que acham que é a obra-prima aos que acahm que é um passatempo legal e até os que estão lendo porque todo mundo lê mas depois sai falando mal, todo mundo está lendo!

    ResponderExcluir
  3. Li toda a série, primeiro: todos estavam lendo . Segundo: Meus alunos também, necessidade pedagógica. Apesar de achar a narrativa pobre do ponto de vista estético/estilístico, as artimanhas usadas por essa nova onda de edição mercadológica realmente nos prende! Li a série em uma semana. E acho que livro bom é aquele que nos pega! Claro que achei a história pior que um drama mexicano ..mas é tão bom pensar a vida às vezes como um romance... Vida essa que muitas vezes é tão pesada, já que somos uma gangorra de emoções...Sei que há questões gritantes nesse mundo caótico que vivemos, sei que é preciso ter senso crítico..mas isso vamos construindo durante nosso caminho de leituras, mais literárias, complexas...fantásticas, pq n ? OS contos de fadas, as fábulas,a literatura oral n conseguiram[e graças a alguns raros conservadores da cultura popular ainda conseguem] educar as humanidades, transmitir valores culturais, princípios éticos de geração para geração por meio do fantástico? Cheguei a uma conclusão que o essencial é ler, talvez, o próprio exercício da leitura nos indique outros caminhos a percorrer. Só n entendi o pq dos pastores interferirem nisso.. Qual a relação? Odiei os filmes. Muito. Tanto que até hoje n vi os últimos.

    ResponderExcluir
  4. Penso que nem vc sobre os motivos de lermos histórias previsíveis, açucaradas, mas que nos remetem a um mundo mágico, um reino de fantasias perfeitamente saudáveis, que nos ajudam a desligarmos das rotinas estressantes,e das exigências do mundo adulto.Um recreio para gente grande.
    Dê cá o braço e vamos mergulhar no mundo da imaginação. Sou fã do Harry Potter.
    Um abração garota,
    Calu

    ResponderExcluir
  5. Uma vez postei aki sobre meu gosto por ICarly. Nesse post eu falo que todo mundo gosta de pelo menos uma coisa idiota/boba etc para relaxar. Não acho errado gostar de Crepúsculo, nem tampouco posso dizer que é certo. Vc apenas gosta, e não deveria ser recriminada por isso. A minha birra com Crepúsculo, além de ser previsível, é que a história fala de uma personagem muito carente que se desvaloriza muito por causa do namorado, enfim, acho o amor da Bella pelo Edward muito doentio, e o foda é que qdo somos adolescentes, somos meio babacas, ao invés de pensar sobre o que estamos lendo tomamos o livro como exemplo de vida. Bom, talvez vc não tenha sido assim, afinal tu é toda culta aí, mas o que mais vejo por aí são menininhas fúteis e sonhadoras que só se dão mal imitando tais exemplos. A busca da personalidade e do estilo de ser é uma fase muito delicada, onde confundimos personalidade, atitude com modinhas e muitas vezes falta de respeito com o próximo. Ter crepusculo como paradigma é complicado, porque os personagens são frágeis emocionalmente, e é claro, o Edward é o namorado perfeito que qq garota vai querer encontrar e vai dar com burros n' água. O mr Darcy eu já acho mais aceitável, porque ele é todo cheio de defeitos, mas no fim percebemos que apesar disso é uma pessoa maravilhosa.

    ResponderExcluir
  6. Cheguei a gostar de Crepúsculo até o terceiro filme, e ainda li dois livros, mas depois ficou tão bobinho, que abandonei o livro e acompanhei os filmes apenas... Do novo longa, o que salvou foi a luta final que eu achei muito boa! - inclusive faz tempo que não vibro no cinema e a sequencia me deixou tenso! - essa parte que me disseram não ter no livro, foi o que deu um saborzinho a essa história sem sal! kkkk Abraços!!

    ResponderExcluir
  7. Eu li todos os livros antes de ver os filmes,e acho que quando foi adaptado para o cinema se tornou meio bobo.Realmente a tantas coisas que influenciam de uma forma bem mais agressiva e estão as mãos de quem quiser pega-la,para mim a saga Crepusculo é uma história simples apesar dos personagens serem vampiros e lobisomens não possui nenhum teor que deve ser reprimido.
    Parabéns pelo blog.
    Quando puder dê uma passadinha no meu blog.

    ResponderExcluir
  8. Eu sei que esse texto é antigo, mas esses dias eu estava justamente pensando sobre isso! Eu também sou cristã (17 anos) e gosto de Crepúsculo. Sei que não é lá essas coisas na literatura e principalmente no cinema,mas eu gosto. Também me identifico com a Bella nos quesitos desastrada, ruim em educação física, boa aluna e fã de Jane Austen. Também gosto muito do Edward pelo seus valores e talvez seja por isso que eu gosto ds história. O livro não é muito bem escrito e os filmes realmente não são bons (antes eu gostava, mas esses dias eu revi e vi que a atuação, roteiro e efeitos são ruinzinhos) mas eu ainda gosto. E é bom saber que não sou a única kkkkkk Não acho que Crepúsculo seja um exemplo a ser seguido pelas adolescentes que o leram, mas é bom pra passar o tempo e se distrair.
    Gostei do seu texto e dos comentários e concordo com o que você falou sobre o a adolescentes precisarem ser mais parecidos com o Edward as vezes... kkkk
    Foi bom ler algo que eu estava pensando ...

    ResponderExcluir

Para receber as postagens por e-mail:

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner