Siga-nos por Email:

domingo, 18 de setembro de 2011

E a pergunta continua: Mudou o mundo?..


 ...ou eu mudei, mesmo?
Lendo uma edição, de algumas semanas atrás, da revista Época, fiquei sabendo de uma série,em forma de musical, que passa num canal a cabo, o Fox. E que foi comprada pela Globo,que não está conseguindo horário para mostrá-la. Pretensamente dedicada aos jovens contem conteúdo absolutamente adulto. 
A reportagem  mostra que crianças de 8 anos, de 12 anos, a assistem. O filme passa às 22 h. Como criança assiste?
Uma das crianças assiste com a mãe por perto, e esta não viu, ainda, nada que a fizesse proibir a filha de 8 anos de assistir. 
Mas uma outra mãe proibiu o filho de assistir justamente por ter pegado uma cena onde duas garotas se beijam,deitadas num sofá.
A série chama-se GLEE e é um musical que se passa numa escola, sendo record de audiência nos EUA desde 2009.
Faz sucesso por ser um musical e focado em assuntos diferenciados:
bullying, respeito às diferenças, virgindade, homossexualidade, gravidez na adolescência. 
A intenção da série é formar as mentes infantis para um mundo onde ninguém deve segregar o outro porque ele não é bonito, magro, branco, heterossexual, ou fisicamente perfeito.( Texto da reportagem).
Entre os protagonistas da série há um paraplégico, uma japonesa gaga, uma negra obesa, uma nariguda e um gay assumido. 
Segundo outros pais abordados na reportagem e especialistas (psicólogos, educadores, sexólogos), o melhor é não proibir as crianças de assistir e fazê-lo junto com elas, para explicar alguma cena mais "pesada" caso a criança se manifeste com alguma pergunta.
Uma das protagonistas namora com 3 rapazes, troca beijo com todos, engravidou de um e deu o bebê para adoção;
duas líderes de torcida se beijam por pura curtição, pois vivem à cata de rapazes,querem sair com todos os garotos da escola;
já houve outro beijo gay, um dos protagonistas tem um namorado.
Esta é a vida real, que sabemos que existe e não podemos condenar. (Não é, absolutamente,meu enfoque).
Mas esta é a vida que precisa ser vista por crianças em formação?
Ou cada coisa aparece a seu tempo e criança de 8,10,12 anos tem que assistir outro tipo de programa?
Achei a distribuição de papeis totalmente preconceituosa:
a negra gorda, a japonesa gaga, as meninas quase promíscuas...
Nem vou me dar ao trabalho de assistir para reforçar minha opinião.
Quem cresceu assistindo A Feiticeira ou Jeannie é um gênio,só pra citar algum seriado, ou em matéria de música assistia Angélica ou Xuxa, ou ainda a Turma do Balão Mágico perdeu alguma coisa?
Mudou o mundo,certamente, mas não para melhor.

11 comentários:

  1. Lúcia!
    Tudo isso que estão 'forçando' atualmente dá uma canseira dos diabos!
    Não tem como se discutir mais essas coisas, tem um montão de gente que curte, acha lindo e não admite que se trace comentários, então, acho que a resposta é simplesmente apagarmos a televisão ou procurar outra coisa. Não dar ibope é o que há de melhor para uma porcaria como essa suma do mapa.
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  2. Eu acredito e faço pra que isso aconteça aqui em casa , agora com os netos, que crianças devem ser crianças, não tem essa de adiantar fases. Pra que correr?

    Pra que deixar ver coisas ainda não cabíveis à idade?

    Mas vemos cada mãe que se ACHA moderninha.E isso nem é de hoje,não.
    É de mentalidade idiota ou burra. Quando meus filhos estavam na escolinha( olha,m isso faz séculos), tinha um pai que queria se gabar, pois o filho dele sabia tudo sobre motéis. Imagina!!! Umas crianças de 4/5 anos. Mas,m infelizmente, assisti o fim do filho dele, no que deu.... Já nem está mais aqui!

    E assim, pra mostrar que isso é ruim, mas não é DE AGORA! ´E culpa da idiotice humana a qualquer época. beijos,lindo domingo, chica

    ResponderExcluir
  3. Minha queridissima amiga Lucia! Sempre pertinente! Entendo e concordo com suas palavras.
    E ate' entendo e concordo tb que um programa que fala sobre preconceito e bullying ao colocar "no ar" "arquetipos" e pessoas "pre-vistas-como-alvos-obvios-de-bullying" para falar do assunto ja' o estao fazendo (!!!!!) ao "usa-los"???? Mas daria para falar sobre um cego sem colocar o sujeito como "cego"? Nao sei...
    Casualmente (sera'?), neste mes o VIDEO DO MES no BLOG foi um CLIP DO PROGRAMA CITADO, GLEE.
    Nao, eu nao o assisto. Tampouco sei-lhe os detalhes. Mas NAQUELE DIA, zapeando (nao paro como Controle Remoto, sabe?) vimos (eu e o Maridao) o tal, e paramos para prestar atencao.
    EU GOSTEI MUITO. DO CLIP. E achei que tinha total ligacao com o TEMA DO MES DO BLOG: ETIQUETAS. Pois ali estava a discussao sobre ETIQUETAR PESSOAS...

    Ai, querida amiga!
    Para por em discussao certos assuntos - e eles estao ai, nao adianta dizer que nao - e' mesmo preciso "apresenta-los", ne'?

    Agora... qto a idade apropriada para discutir certas questoes tb concordo que deva ser analisada...

    Mas, tem o "outro lado"... o lado de nao estramos "antenados" ao que esta' acontecendo HOJE e AGORA e criar filhos sem proposito e sem preparo para viver a "realidade"!

    Sei la'!
    Tenho uma amda amiga que criou a filha "retirando as paginas ruins do jornal" qdo o entregava para ela. Deu certo? Deu NOTA "0"! A menina (hoje uma mulher) acredita num "mundo ideal" ou melhor "idealizado por ela" e que caso ele "nao funcione" a vitima, obvio, e' ela...!!!!

    Que Coments gigante!
    Sera' que eu expliquei o que eu queria? Ou me compliquei?

    Mil bjs! te adoro!
    ;-)

    ResponderExcluir
  4. Renata, é isso,não podemos esconder de nossas crianças as maldades do mundo,claro! Por isso a gente tinha medo de bicho-papão, do "homem do saco",porque nos contavam que pessoas podiam nos fazer mal...(mais ou menos isso).
    A série faz sucesso principalmente por ser um musical. Uma das mães da reportagem disse que a filha de 8 anos se liga apenas nos números musicais. Será?
    Acho que aos 12 anos já se pode explicar muita coisa,mas antes disso, pra quê?
    Beijo,saudade!

    ResponderExcluir
  5. Lucia as crianças veem isso na escola todo dia, isso é a vida mesmo... Não assisto Glee, mas já ouvir muito falar os jovens acham legal pq debatem mesmo que em uma realidade distante temas pertinentes ao mundo deles... Bem, eu não sei se o mundo mudou para melhor, mas mudou sim e muito...

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde, querida amiga Lúcia.

    Eu também acho que tudo tem a sua hora. Pular etapas pode modificar muita coisa pra pior.

    Tenha uma linda semana de paz e alegrias.

    Um grande abraço.
    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, querido amigo Cacá.

    Cada coisa no seu tempo.
    Ser criança é tão bom, que ninguém deveria roubar tamanha felicidade.

    Tenha uma linda semana de paz.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Lúcia, sou de opinião que cada coisa tem seu tempo. Se são crianças, é tempo de brincar, correr. Nas horas em que, por acaso vivenciam alguma situação diferente da sua idade, aí sim, os pais devem orientar, falar sobre o assunto.
    Por vezes creio que há alguém coordenando as cordas e nos tratando como marionetes, fazendo-nos crer que o mundo assim como está é legal e é isso que devo passar para meu filho - e muita gente não pára e nem pensa, vai achando que assim é bom....
    ..... e assim caminha a humanidade...
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Lúcia!
    o mundo mudou e as pessoas querem que se veja isso de forma escancarada. No quesito televisão graças a Deus que existe controle remoto!Nunca vi este seriado e nem quero ver.Assim temos muita coisa emprenhando os jovens pelo ouvido e pelos olhos!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Lúcia, que saudade do seu blog, mas visito você aqui.
    E meus parabéns a toda a Equipe do EMQUANTOS, um blog de muita qualidade!
    O pior de tudo é que as vezes somos levados a assistir e acharmos que tudo é normal. Um outro dia mesmo assisti um filme, achei super engraçado, postei até no meu blog, e depois que parei pra pensar que por mais engraçado que a história tinha sido, iria contra aos meus princípios.
    bjuss

    ResponderExcluir
  11. Oi Lúcia, vim aqui para dizer(escrever) que concordo plenamente com você.
    Criar filhos e netos hoje, é uma aventura cheia de obstáculos ocultos.
    É preciso ficar atento e saber escolher a programação com critério.
    Beijos e obrigada pela visita.
    Que a primavera traga bons ventos e belas flores para todos.

    ResponderExcluir

Para receber as postagens por e-mail:

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner