Siga-nos por Email:

sábado, 3 de março de 2012

NÓ NA LÍNGUA


Ouvi numa rádio o locutor derrapando três vezes para falar a palavra deslizamento. Pra piorar, parece que havia alguém lá no estúdio soprando para ele a pronúncia correta e aí é que ele deslizou mesmo. Como os tartamudos. Quando eu era pequeno me ensinaram que uma pessoa que gagueja não deve ser ajudada na hora que fica rateando para dizer uma palavra, pois isso a deixa ainda mais nervosa e não sai nada além de gestos aflitos. E se for um gago muito nervoso quando ele conseguir falar algo pra lhe responder, provavelmente vai exercer aquela porção de coprolalia* de que somos todos um pouco portadores.

O Cebolinha (aquele personagem do Maurício de Souza) troca o L pelo R entre vogais – ele tloca as letlas. Tenho dois amigos de longas datas (um homem e uma mulher) que só me tratam por Zé Cráudio. No princípio pensava que fosse alguma brincadeira e só muito depois fui ver que possuem de um distúrbio da dicção chamado dislalia. O oposto, aqueles que falam tudo direitinho, com todas as letras bem pronunciadas, chama-se eulalia, que quer dizer boa dicção.

Eu sempre tive uma dificuldade enorme para aprender a falar regozijo. Aliás, aprendi muito tarde, mas nem gosto de usar. Um significado tão bonito não merecia uma palavrinha tão feia. Noventa por cento das pessoas boas de lábia que conheço derrapam também para falar lagartixa e iogurte. Os erres são sempre trocados de lugar na primeira tentativa. E salsicha, hein? Quem nunca falou salchicha que atire a primeira lata na minha cabeça.



* coprolalia = impulso incontrolável de mandar tomar no ...





4 comentários:

  1. Eu ri com o coprolalia, confesso!!! Eu tenho dificuldade em pronuncia uma penca de palavras, triste isso, minha irmã adora arriar com minha cara por isso... Minha professora da 3ª série tinha problemas com o "r" ela era tão carinhosa que todas as vezes que encontro pessoas com esse problema me enterneço por elas e deixo elas falarem bastante só para lembrar minha tia da 3ª série...

    ResponderExcluir
  2. Eu tinha um problema com "pálpebra", mas não era problema de dicção, era de gramática mesmo. Eu pensava que era "páltebra". Vergonha...

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do post, tem palavras que são complicadas mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Por isso é que meu marido faz exercicios vocais todos os dias...Bjos achocolatados

    ResponderExcluir

Para receber as postagens por e-mail:

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner