Siga-nos por Email:

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

80 anos

Meu pai fez 80 anos.

Quando nasci, ele tinha cem por cento da idade dele.
E eu tinha um pequeno índice da minha idade.
Ele tinha 45.

Quando completou 60, em setembro de 1991, eu faria 15
e completaria vinte e cinco por cento da idade dele.

Em novembro último, fiz 35.
Quando ele fizer 90, vou estar com 45, que é 50 %
da idade dele.
Ele passou, então, muito tempo sendo 100 % mais velho que eu,
porque eu nem havia nascido.
Tendo a chance de ir diminuindo este percentual,
sei que não vou chegar a encostar muito aos percentuais
que ele atingira. Duvido muito que completarei 90 anos,
e que, tendo eu completado esse aniversário, ele esteja
aqui, contando histórias, com seus 125.

Não sou bom em matemática.
Não sou um bom filho.

Mas sei que pai chega a cem por cento, antes de nascermos.
Nós, filhos, não chegamos a cem por cento, antes de morrermos.

O pai nos conhece porque ele nos nasce.
E quando faz oitenta anos, temos que cortar seu cabelo
e imaginar que neves grisalhas forram a frieza do tempo
e derretem como a distancia entre nós. (Moacir Eduão)

5 comentários:

  1. Que maravilha, Moacir! Eu estou com o meu aos 82 e torcendo para que a minha genética seja igualzinha. rsrs. Parabéns ao seu pai, vida saudável e longa a ele. Meu abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir
  2. Moacir, o meu se foi, aos quase 74 anos, há 16 anos. Teria, então, agora, 91 anos. Bem podia estar aqui, ainda lúcido, apenas velhinho.
    Sabe, ele era muito vaidoso, um homem bonito, chic (sem ter tido $$$ para bancar, era de natureza), acho até que não queria mesmo virar um velhinho. rsrs Tenho uma saudade sem tamanho dele!
    Curta muito o seu. Sei que é um bom filho.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi Moacir, é a Vi, aqui também é um blog de dupla personalidade, digo isso porque no Tacho é eu e a Pepa.
    Pois a Lucia foi me visitar, e vim conhece-la, e fiquei conhecendo você também.
    Achei a historia sobre seu pai bem interessante, não sou boa em matemática, mas achei legal os cálculos.
    Beijos a Lucia e a você.

    ResponderExcluir
  4. Acho lindo quem consegue falar com ternura do pai... Minha relação com o meu vai de mal a pior a cada dia!!! É uma coisa sem solução, eu acho! Enfim, me emocionei com suas palavras Moacir! Que lindo!!!

    ResponderExcluir
  5. Como adoradora de matemática e literatura, devo dizer que adorei o resultado da mistura.

    Como diz aquela música do Papas da Língua: "Números, números, números, o que é? o que são? o que dizem sobre você?"

    Lindo o teu texto!

    ResponderExcluir

Para receber as postagens por e-mail:

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner