Siga-nos por Email:

sábado, 18 de agosto de 2012

ADUBO


Todo mundo tem inquietações. Elas vêm de dentro. Não são aquelas advindas dos estímulos externos. A boa solução está em diferenciá-las. Por exemplo, se alguém me chama para sair dizendo que sou muito parado, que preciso conviver mais com o mundo, novos ares, outras coisas, posso dizer que concordo. Porém, há inquietações e acho que a maioria delas é resolvida com uma boa conversa, com uma leitura, com um pensamento que estimule a minha fecundidade interior, que mexe comigo além das pernas e braços. Ás vezes você sai e tudo o que encontra é uma conversa ruim, novelas, futebol, fofocas, ai acaba bebendo até chegar naquele estado de semi-embriaguês quando as coisas, as conversas e as pessoas se tornam extremamente interessantes. Eu sempre voltava bêbado para casa quando me acontecia isso. E no outro dia, lá estava a inquietação me rondando de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para receber as postagens por e-mail:

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner