Siga-nos por Email:

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

ESSA NOITE, NÃO!

O título acima é de uma música (abaixo) de Lobão que dei a interpretação que me coube no momento. Não é o caso aqui de inventar o que o compositor quis dizer com os versos e sim o que eu ousei. É que a solidão tem motivos variados. E acontece que eu estava pensando agora há pouco sobre  holofotes  que se acendem e se apagam criando luminosidades ou ofuscando caminhos.

Olha só como é que eu vejo algumas acontecências na vida: O instinto de sobrevivência humano era para ser apenas um mecanismo de defesa. Virou competição e nesse caso, a melhor defesa é o ataque. Não quer dizer que o ataque tenha o fim de matar um ou outro, apesar de acontecer muitas e muitas vezes, mas através de uma competição para o vivente sobressair acima de tudo e de todos. Ah, se não fossem umas leis... Já teria gente montando impérios como na moda antiga, cheios de haréns, escravos e súditos. Vontade é que não falta por aí.

A busca da fama, o desejo de reconhecimento, a população que aumentou demasiadamente, o talento do ser humano, a inteligência, a imaginação e a criatividade não comportam tudo o que todos querem e nem todos se satisfazem com uma pequena notoriedade. Tem-se que ser o maior, o melhor. Tudo e todos ao Sucesso. Assim como se produz essa máxima no mundo dos negócios, se reproduz na vida pessoal. A necessidade de se sobressair pode levar à glória se tudo der certinho, seja por talento puro, esforço descomunal, fraude ou apenas sorte. Ou à depressão se as coisas não se efetivarem conforme se deseja. Também pode levar a um inconformismo marginalizante ou ainda pode levar a um auto-extermínio. Poucos se contentam com a efemeridade e a não imortalidade em vida. Nem que seja apenas um reconhecimento em família. Afinal, a vida vive procurando sentidos e levando a gente junto, não é mesmo?

A cidade enlouquece sonhos tortos
Na verdade nada é o que parece ser
As pessoas enlouquecem calmamente
Viciosamente, sem prazer

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não

As cortinas transparentes não revelam
O que é solitude, o que é solidão
Um desejo violento bate sem querer
Pânico, vertigem, obsessão

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não

Tá sozinha, tá sem onda, tá com medo
Seus fantasmas, seu enredo, seu destino
Toda noite uma imagem diferente
Consciente, inconsciente, desatino

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite não

5 comentários:

  1. Cacá, um texto bonito, real e lúcido.
    Acho que as pessoas andam todas meio enlouquecidas...
    Não conhecia a letra da música.
    Detesto essa competitividade, essa pressão para se ter tudo (material) e como as pessoas deixaram de ser importantes. Andam ensinando tanto que "primeiro goste de você, pra depois gostar do outro" que parece que se parou apenas na primeira parte do enunciado. O que vem depois da vírgula não interessa.
    É preciso brilhar sempre, ser infalível, ter $$$, ter muitos bens, senão não se é nada! Mundo louco, esse!
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom seu texto, amigo Cacá e concordo que as pessoas atualmente estão sofrendo justamente desse mal que Lobão diz em sua letra - a solidão que leva à angústia e depressão.
    Nossa, como tem gente assim, mas muitas são porque não aceitam seu real mundo e a insignificância do que somos neste imenso universo.]
    adorei!
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  3. Há cada vez mais pessoas que são atingidas pela depressão e isso, não apenas, mas em grande parte, pelo inconformismo. Querem cada vez mais e mais e esquecem o que realmente importa.

    Lindo,Cacá! Sempre maravilhoso! abração,chica

    ResponderExcluir
  4. Cheguei aqui através da Pandora e, a partir de hoje, pretendo seguir fielmente todos aqui.

    Conheço a música do Lobão, sempre simpatizei com ela, mas tu realmente levantou uma boa questão.

    As pessoas querem ser tudo, ser o melhor, e para os outros. Pouco pensam em si mesmas, nos seus próprios sonhos e desejos. Querem apenas superar uns aos outros, sem pensar se é isso mesmo que querem e deixando-se isolar como pessoas.

    ResponderExcluir
  5. Lobão é muito bão (doidão, mas inteligentão) : > )

    Mônica

    PS: cyber amiga da Lúcia - cabeça mega gente boa demais!

    ResponderExcluir

Para receber as postagens por e-mail:

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner