Siga-nos por Email:

terça-feira, 17 de maio de 2011

A Terra é minha Pátria - Cigana sim!

Assim  como a lei de Deus tem os dez mandamentos, os ciganos tem os sete ensinamentos que são:

1 - FELICIDADE - Um campo aberto ou um acampamento, um luar ou uma cachoeira, o canto dos pássaros, uma viola, uma fogueira, a magia de uma cigana ou de vários ciganos.
2 - ORGULHO - Ciganos nunca participam de guerra e nunca ARMAM para matar seus companheiros.
3 - AMOR - É viver em comunidade, é repartir o pouco ou o muito que se tem, é amar o vento, é dividir alegrias e angústias.
4 - LEALDADE - É nunca abandonar o irmão, é nunca negar o apoio, a mão forte, sempre incentivar a paz e a vida.
5 - RIQUEZA - É ter o suficiente  para seguir por onde o vento leva.
6 - HUMILDADE - É nunca se importar em ser súdito ou nobre, para o cigano tudo o que importa é saber viver.
7 - NOBREZA - É fazer da humilhação um incentivo ao perdão...

Os ciganos são extremamente gentis, o único compromisso é com a liberdade e amor ao próximo e ao contrário do que é divulgado pregam a PAZ, vivem na PAZ.
Ditado Cigano: "A terra é minha pátria, o céu é o meu teto e a liberdade é a minha religião".



 ALGUMAS TRADIÇÕES CIGANAS:

O CASAMENTO - Um ponto de honra entre os ciganos, sendo assim os solteiros são menos privilegiados, casam-se muito cedo, fica acertado um dote entre os pais dos noivos (quando ainda são crianças), e o pedido de casamento é feito sob a luz de uma fogueira. O noivado é curto (apóximadamente quatro meses) sem grandes intimidades entre os noivos, uma cigana só não pode se casar por três motivos:
1 - Quando há uma irmã mais velha ainda solteira.
2 - Quando a cigana arca com o sustento da família.
3 - Quando há  desavença entre as famílias.

O NASCIMENTO - Toda criança é bem vinda entre os ciganos, mas preferem filhos homens para dar continuidade a familia. O nascimento de uma criança é sempre uma grande  festa. Durante a quarentena a mulher cigana é considerada impura. A criança ao nascer, recebe a principio três nomes: O Secreto que só é de conhecimento da mãe, o de batismo que é de conhecimento de toda a tribo, e o de batismo católico que é de conhecimento dos Gadjes (não ciganos).

A MORTE - O ritual pós morte é bem semelhante com o Japonês, é celebrado com insensos e com as comidas da preferência do falecido. Acreditam que o espirito permaneca por sete dias próximo a seus entes queridos, dessa forma não aceitam a cremação, evitam pronunciar o nome do falecido, e caso haja mais alguém na tribo com o mesmo nome, esse nome é substituido geralmente pelo que foi dado no batismo católico dos Gadjes.

A FAMILIA - Ciganos amam incondicionalmente sua família, acreditam que a força é adquirida atravéz da paz que  a família lhe proporciona, e o maior tesouro de um cigano são os seus anciões que devem ser respeitados acima de tudo, pois são detentores da tradição.

A DANÇA - Ciganos já nascem com a dança no sangue, fazem parte de sua "alma", é como respirar: Aprendem a tocar instrumentos ainda crianças com os mais velhos, um cigano nunca dança por obrigação, só por prazer, na dança os  toques físicos  são sutís, prevalecendo sempre o olhar que é o reflexo da alma, os olhos são a maior arma de um cigano, são eles que conduzem a dança e todos os mistérios que a envolvem.

16 comentários:

  1. Oi Sônia

    Gostei de saber mais sobre a vida cigana, seus costumes e tradições.

    Paz, liberdade e alegria sempre querida.
    Parabéns! Amei o post.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  2. Oi, S}õnia, quando eu era criança, confesso que tinha muito medo. Depois descobri que era fruto do preconceito e discriminação das pessoas adultas. Acho admirável a vida cigana. Eles estão se rareando cada vez mais nesse mundo com espaços cada vez mais reduzidos e com a intolerância e desconfiança em alta. Gostei muito das informações novas que você trouxe. Meu abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Ser cigano é como ser um poema composto com uma caneta de vento. Um poema leve, de sotaque próprio, desenhado no vestido, nas mãos, nos pés, na pele. O verdadeiro desespaços o qual tento inventar com palavras, na realidade, na vera. Você é a ciganinha... Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Cacá...
    Que bom que gostou, ainda tem muito a ser dito, devagarinho vou passando mais informações.

    Lindo Moacir!
    Sem mais nada a declarar, aqui...

    ResponderExcluir
  6. Puxa, minha amiga!
    Foi um presente o seu post! Eu sempre tive fascínio por cigano.
    Amei saber mais sobre a cultura cigana.A dança cigana é fantástica!
    Você é fascinante! Sinto uma energia boa que emana do seu ser. Percebo as suas asas da liberdade! Percebo sua fortaleza! Percebo o seu amor pela vida!
    Não posso deixar de destacar também o comentário de Moacir. Pura poesia!
    Bjs, amiga!

    ResponderExcluir
  7. Maria Helena,

    Que bom te ver aqui, meu amor por você é público, me lembro de quando você chegou até a mim atravéz de Leonardo me incentivando a continuar a escrever (quando a dor me empurrava para baixo)

    Sabia que você ia gostar, esse post é apenas o primeiro de uma série...

    Sobre Moacir? O poeta mais original, mais característico, mais regional e alguns mais que demais...

    Sigo te amando.

    ResponderExcluir
  8. A vida cigana é fascinante.
    O preconceito contra eles é evidente principalmente pelos mais "bem-nascidos". Talvez inveja do desapego às prisões sociais.
    Ser livre é acreditar, ter tradições e honrar a família, como eles fazem.
    Não sabia de quase nada da vida deles.
    Gostei de saber.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. "A terra é minha pátria, o céu é o meu teto e a liberdade é minha religião."

    Bravoooo...
    OleeeeeÈ!!

    Amei!!!Parabéns pelo poster!!!
    Muita LUZ!!!!

    ResponderExcluir
  10. Que legal, Sônia!

    Muitas coisas que eu não sabia! Sabedoria de vida é essencial em qualquer caminho que formos seguir, e isto envolve liberdade, amor e respeito a si mesmo e aos outros.

    Carinhos...

    ;-)

    ResponderExcluir
  11. Sonia!
    Eu também não conheço quase nada a respeito do povo cigano, mas sempre achei-os curiosos na sua forma diferente de lidar com a vida e seus valores.
    Interessante e muito bonitos os sete ensinamentos deles.
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  12. Sim amadas!

    A vida cigana é fascinante, pena que nem tudo são flores, e o (pré)-conceito é latente, mas como tenho sonhos impossíveis: Sonho que um dia acabará o tal julgamenteo precipato, ciganos são seres vivos e em sua grande maioria humanos ao extremo.


    É isso Angela rs.
    Bem vinda!

    ResponderExcluir
  13. Uma noite socori um cigano, estava voltando tarde de Bauru, uma cidade aqui proxima onde dou aulas na universidade, e eles acenaram e eu apesar de nunca parar , parei ,era um acidente chamei ambulancia , enfim fiz os primmeiros socorros , e o cigano me deu um par de alianças não queria aceitar mas ele disse que era preciso um par de alianças de ouro que guardo com o maior carinho , adorei o post bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi San,

    Ele te deu o ouro como forma de agradecimento. O ouro também representa o sol (amarelo) e no momento que ele te deu pediu proteção para você...
    Se quizer pode usar que irá te proteger sempre.

    ResponderExcluir
  15. Nos meus descaminhos pela história estudando o processo de descolonização da Índia topei com os ciganos e sua história... Foi uma dos melhores encontros que tive, para o seminario peguei emprestado a roupa de uma cigana que conheci e os acessorios também, é pois é, me vesti de cigana, houve até quem falasse que seria uma cigana mais bonita que evangelica rsrs...

    Acho linda a cultura, a forma de enchergar a vida e em especial a bandeira cigana que sozinha da uma aula sobre o que é a vida.

    Adorei o post, claro!

    ResponderExcluir

Para receber as postagens por e-mail:

Digite seu email aqui:

Delivered by FeedBurner